Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POETA É O POVO

POESIA

POETA É O POVO

POESIA

07
Dez13

ESTORIA DO MEU NOME


sopa-de-letras

ESTÓRIA DO MEU NOME

 

 

por sopa-de-letras, em 05.10.13

 

Mê avô era abegão

Mê pai era fêtori

Lutando pelo sê pão

Á chuva e ó calori

 

Nasci no monte da Caêra

No sítio onde fui gerada

Sou filha duma cefêra

Sou neta da Ti Bernarda

 

Quiseram dar-me ó nasceri

O nome de Liberdadi

Mas isso nã pôde seri

Por regras da sociedadi

 

Tudo era censurado

E a palavra era perigosa

E o mê padrinho, zangado

Nã quis saber de mais prosa

 

A madrinha atarantada

Sem nada mais lhe ocorreri

Lá chamou então Bernarda

Aquele pequeno seri

 

D'avó herdei sem quereri

E da outra qu'herdaria?

Nã há muito que saberi

Sê lindo nomi Maria

 

 

Mas certo dia um pastori

Olhando p'ra criancinha

Disse,

Que nomi feio, que horrori

 

A partir de hoje, és Nádinha.

 

BL 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D