Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POETA É O POVO

POESIA

POETA É O POVO

POESIA

31
Ago16

O BERGANTIM DO FADO


sopa-de-letras

Poema e montagem de:

Jorge Miguel

14102637_1184591051582682_886723145881368811_n.jpg

 Um velho bergantim cruzou a barra

A barra do meu proprio pensamento

Rumando o horizonte que desgarra

As ondas em que vagueia o meu alento

 

No conves uma estranha melodia

Contrasta com a proa banhada em espuma

Aproveita a brisa em qual magia

Se enchem as suas velas de pura bruma

 

Passa o render da vida bem a seu lado

Ondulando na melodia a que se agarra

E ele o bergantim de um velho fado

E as ondas sao as cordas de uma guitarra

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar