Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

POETA É O POVO

POESIA

POETA É O POVO

POESIA

11
Jul21

MEU PAÍS MEU GRANDE AMOR


Maria Letras sopa-de-letras

 

MEU PAÍS MEU GRANDE AMOR.jpg

 

Na quietude, mansa, desta manhã de domingo
Beija-me a brisa que me chega da janela
E eu aqui flutuando em pensamentos
Lugares amados que tão bem distingo
Vou de Alfama aconchegada na viela
Ao Guadiana que me inunda os sentimentos

Sinto do Tejo, que beija os pés a Lisboa
O mesmo aroma, a doçura e a dolência
Que , crente, esbanja aos pés do Cristo Rei
Que bem sabe caminhar, pela cidade, à toa
Absorver, em cada canto, a essência
Dos poetas, dos fadistas e da grei

Ah meu país, minha alma, meu sentir
Que tão maltratas os filhos que te amam
Pétalas murchas vagueando pelo chão
Quem dera madrugasse outro porvir
E transformasse as dores que se derramam
Em sorrisos alegres a brotar do coração

Maria Letras, UK
11.07.2021

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Em destaque no SAPO Blogs
pub