Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

POETA É O POVO

POESIA

POETA É O POVO

POESIA

30
Out16

DIAS AMORFOS


sopa-de-letras

OOO.png

 

 

Quando os dias correm agitados

e se embrenham na floresta dos sentidos,

eles próprios se confundem

nos carreiros encontrados

e circulam em espiral,

nas brumas dos desejos exauridos .

E no vazio se perdem; feitos noite,

sem estrelas ,sem brilhos, sem luar,

despidos de lugares e horizontes,

da vida se despedem,

esquecidos de voltar.

E deixam os despojos das lembranças,

Empedernidos em esfinges de saudade,

Que a memória amorfa não alcança.

Cascais, 01 de Outubro de 2013

Joaquim Isqueiro

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D