Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

POETA É O POVO

POESIA

POETA É O POVO

POESIA

01
Jun15

AS ARVORES


sopa-de-letras

20150420_090051.jpg

 

Arvores sao como sentinelas
Espectadoras dos tempos
A gente ao passar por elas
Jamais lhes ouve lamentos

 

Mas se bem observadas
Parece que estao a sentir
Brotam lagrimas lavadas
Se a chuva esta a cair

 

Contorcem-se doloridas
Chicoteadas pelo vento
`As vezes entristecidas
Remoendo um pensamento

 

E quando chega o Inverno
Numa profunda tristeza
Mostram ate um ar terno
Que lhes realca a beleza

 

Se eu pudesse escolher
Escolheria ser uma arvore
Pois `e assim que minha alma sente
Veste-se de verde na Primavera
O Verao faz arder-me os sentimentos
A melancolia que no Outono me invade, faria cair-me as folhas, se eu as tivesse
E no Inverno, a tristeza comanda a maior parte dos meus dias.
01.06.2015 MP

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D