Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

POETA É O POVO

POESIA

POETA É O POVO

POESIA

17
Jun19

A MEU IRMÃO


Maria Letras sopa-de-letras

1174916_10151881207577022_1943771440_n.jpg

 

Tambem tu me abandonaste
Meu amigo, meu poeta, meu irmão
Que, enorme, vazio tu me deixaste
Neste meu, já cansado, coração
Talvez ninguem me entenda
Nem perceba a dor que sinto
Enquanto eu viver serás a lenda
No vão das palavras com que brinco
Tu foste o meu primeiro bébé
A graça que mudou a minha vida
A certeza do que foi e já não é
A sede de viver tão desmedida
Tua fome de saber insaciável
Muitos passos á frente da idade
Vivendo uma vida não viável
Aos olhos da caduca sociedade

Maria Letras, UK 18.05.2019

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Em destaque no SAPO Blogs
pub