Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POETA É O POVO

POESIA

POETA É O POVO

POESIA

02
Mai21

MINHA MÃE


Maria Letras sopa-de-letras

57503535_10157146902644600_2872215025072734208_n.jpg

 


Deste-me a vida sem a minha permissão
Eu surgi sem te perguntar se me querias
Por essa dádiva passaste mil tormentas
Os teus vinte e três anos plenos de ilusão
Criavam um futuro de sonho que esculpias
Com tuas mãos que de amor eram sedentas

Foi assim o nosso encontro neste mundo
Fundidas nessa força que faz sobreviver
Lutando dia a dia contra a hostilidade
E hoje esta tristeza em que me afundo
Leva-me de volta ao momento de nascer
Mil perguntas na incerteza que me invade

Minha mãe que com carinho me levaste
Pela vida como se fosse o teu troféu
E me deste quase tudo quanto te faltou
Teus velhos sonhos em mim depositaste
Por mim ergueste as tuas mãos ao céu
E por ti, o céu, tantas vezes te escutou

Maria Letras, UK
02.05.2021

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Em destaque no SAPO Blogs
pub