Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POETA É O POVO

POESIA

POETA É O POVO

POESIA

08
Abr21

SONHOS DE CRIANÇA


Maria Letras sopa-de-letras

aviador-piloto-da-criança-com-sonhos-do-avião-da-viagem-no-verão-89214986.jpg

 

Tão longe estão os tempos de criança
Povoados de doces quimeras e ilusão
Meu peito a transbordar de esperança
Vontade d'outros mundos d'outro chão

Colonialismo era apenas uma palavra
Não cabia na minha alegre fantasia
Cultivava sonhos como quem lavra
A terra que dará o pão de cada dia

Talvez Angola, Moçambique ou o Brasil
Lugares onde o meu devaneio infantil
Inventava outras crianças como eu

Sabia os nomes por ouvi-los tanta vez
E se era lá que se falava português
Onde mais poderia pairar o sonho meu ?

Maria Letras, UK
08.04.2021

08
Abr21

GÊNESIS 3:19 POEMATIZADO


Maria Letras sopa-de-letras

 

 

letra copy.jpg

 

*Com o suor do teu rosto comerás o teu pão*
Para que não te falte, trabalha honestamente

Não esperes de outrém o que é tua obrigação
Tens em tuas mãos a vida, teu maior presente

*Até que voltes ao solo*o que não demorará
*Pois da terra foste formado* por mão divina
*Porque tu és pó e ao pó da terra retornará*
Todo aquele que vive e que à terra se destina

Há povos famintos pela vida a caminhar
Sem ter nada, sem um tecto para se abrigar
Pés descalços, comendo o pó da estrada

E a Terra, mãe de todos, sofre amargamente
Vai chorando, desolada, a tragédia dessa gente
E o pranto cai do céu em forma de enxurrada

Maria Letras, UK
21.03.2021



Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Em destaque no SAPO Blogs
pub