Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POETA É O POVO

POESIA

POETA É O POVO

POESIA

14
Fev21

AMAR-TE


Maria Letras sopa-de-letras

 

Amar-te é uma espécie de negócio que fiz com a vida
Eu amo-te, e ela traz-me de volta a alegria perdida
Quando as dores do passado vêm atormentar
Abraço-te, e as dores não demoram em debandar
Se os medos nocturnos me não deixam dormir
Aperto a tua mão, e é quanto basta para o medo sumir
Às vezes, o peito transborda de inquietação
Olho-te nos olhos, e logo se acalma o meu coração
Sei que nos negócios tem que haver honestidade
Por isso lhe pago, e quero que em troca ela te guarde.

Maria Letras, UK
14.02.2021

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Em destaque no SAPO Blogs
pub