Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POETA É O POVO

POESIA

POETA É O POVO

POESIA

12
Jan21

PRENDAM-ME AS MADRUGADAS


Maria Letras sopa-de-letras

tumblr_l411woaB7c1qa9vmwo1_400_large (1).jpg

 

Madrugadas soltas
Deambulando pelos recantos
A instabilidade devorando a vida

A mente dando voltas
Mais não acha do que prantos
E a tal luz do horizonte tão enfraqecida

Esse mundo lindo
Em que todos já vivemos
Era outrora o nosso paraíso

Nele a noite fria foi caindo
É escuro o céu que agora temos
Apagaram-se as estrelas e o sorriso

Prendam-me as madrugadas
Amarrem -me, por favor, a emoção
Não deixem que se escape o pessimismo

Andam as dores embaralhadas
Não se acalma de tão triste o coração
Ajudem a espalhar o altruismo

É preciso descansar
O nosso ser precisa do descanso
É bom ter-te ao meu lado meu amor

Ver-te assim em paz a repousar
É sentir o vento agreste a ficar manso
É transformar em calma este pavor

Maria Letras, UK
12.01.2021

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Em destaque no SAPO Blogs
pub