Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POETA É O POVO

POESIA

POETA É O POVO

POESIA

26
Ago15

A MINHA MADRUGADA


sopa-de-letras

 

ROMPI A MADRUGADA

ABRINDO-LHE AS PORTAS DE PAR EM PAR

 

OLHEI, NOSTALGICA, OS RAMOS

QUE DANCAVAM AO SOM DUMA MELODIA SURDA

 

SOLTEI O MEU CORACAO

 

DEIXEI QUE TAMBEM ELE, DANCASSE

AO SOM DESSA MUSICA QUE SO OS RAMOS PODEM OUVIR

 

E DANCOU, DANCOU

DANCOU, TALVEZ SAUDOSO DAS DANCAS DE OUTRORA

 

DANCANDO FOI POR ESSE UNIVERSO FORA

APENAS SE DETEVE QUANDO ESBARROU EM TI

 

E EU ...

 

FIQUEI PENSANDO QUE

QUALQUER QUE SEJA A MELODIA

QUAISQUER QUE SEJAM OS VENTOS

SEMPRE VOU ESBARRAR EM TI

COMO UMA PRAGA QUE SE ABATEU SOBRE A MINHA CABECA

 

E SEI QUE

A VIDA NAO TEM RETORNO

 

CAMINHAMOS NA ESTRADA, SEM NUNCA VOLTAR ATRAS

 

A VIDA NAO NOS PERMITE DAR MEIA VOLTA

IR LA ATRAS NO CAMINHO

APAGAR AQUELA CHUVA E ACENDER UM SOL

PARA FAZER DE NOVO A CAMINHADA

 

POR TUDO ISTO, SINTO UM TREMENDO PESO NOS OMBROS

 

PESA-ME ESTA ESPERANCA, TAO VELHA E GASTA

TAO VELHA COMO OS TEMPOS

TAO GASTA COMO AS SOLAS DOS SAPATOS

QUE JA PALMILHARAM MUITOS KILOMETROS

 

PERCORRI ASSIM ESTA MADRUGADA

SEM DAR POR ISSO...JA `E DIA.

 

24
Ago15

E QUANDO JA NAO HOUVER TEMPO?


sopa-de-letras

 

20150518_163653.jpg

 

E QUANDO SE ACABAR O TEMPO?

E TU JA NAO ESTIVERES AQUI
QUE FACO EU DO SENTIMENTO
QUE HOJE ME PRENDE A TI

 

QUE SENTIREI AO PERCEBER
QUE JA NAO POSSO BRINCAR
QUE NAO TE POSSO DIZER
QUE VIVI PARA TE AMAR

 

QUANDO A CADA MANHA
NAO PUDER DIZER BOM DIA
E A ESPERANCA MESMO VA
NAO SORRIR COMO SORRIA

 

E SE EU PARTIR NA FRENTE
POR CERTO LEVO COMIGO
A DOR DO AMOR AUSENTE
QUE INVENTO EM TI, MEU AMIGO

MP- 24/08/2015

07
Ago15

GUITARRA E FADO


sopa-de-letras

quando a guitarra a chorar

chama plo fado vadio

ele vem sem exitar

quer esteja calor ou frio

se por acaso estiver

em algum canto sozinha

`e por certo por saber

que o fado ja se avizinha

num mundo de falsidade

nem da para acreditar

em tanta cumplicidade

em tanto amor a entoar

a voz timbrada do fado

e as cordas a vibrar

sao o soluco abafado

de quem nao pode chorar

gritos soltos ao vento

paixao vibrando no ar

um beijo em cada lamento

ternura no seu beijar

podem pois acreditar

nesta minha afirmacao

seja a cantar ou a chorar

sao dois num so coracao

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D