Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POETA É O POVO

POESIA

POETA É O POVO

POESIA

01
Dez13

SÓ SERÁ NATAL QUANDO


Maria Letras sopa-de-letras

 

Dezembro chegou.

É o meu mês, é o teu mês,

É o mês do Menino Jesus.

Arrasta sempre consigo

O alvoroço do Natal.

Enfeitam-se as casas,

Enfeitam-se as ruas,

Enfeitam-se os corações.

Aqueles que ainda correm ás lojas,

Tentando alcançar

O presente ideal

Para quem amam,

Pensam, de fugida,

Naqueles que nada têem;

Mas o incómodo

Daquela alfinetada no coração,

Fá-los mudar o rumo dos pensamentos.

 

-Ora ! Como posso

Eu mudar o mundo?

 

Pensam.

E seguem ligeiros,

Porque se faz tarde

Para tudo o que ainda

Falta preparar.

Todos têem pressa.

Todos gastam o que podem

E o que não podem.

Muitos tentam compensar,

Com presentes de Natal,

A falta de carinho,

A falta de atenção,

A falta de amor,

De que sofrem ao longo do ano.

 

Quando alguém sugere :

 

-Vamos parar com isto,

O Natal é um negócio!

 

Logo alguém diz:

 

-O Natal é das crianças,

É preciso dar-lhes presentes !

Pelo menos ás crianças !

 

E eu fico pensando…

 

Como tudo isto esta errado!

Como podemos querer

Um mundo melhor?!

 

Não falo apenas dos outros,

Falo também de mim.

 

E fico pensando…

 

Que o Natal só será Natal,

Quando, na noite de 24,

Pegarmos no farnel,

Dermos as mãos

Aos nossos miúdos,

E sairmos para a rua,

Repartindo a nossa ceia

Com quem realmente precisa.

Em vez de, no conforto do nosso lar,

Ficarmos desolados,

Observando a pouca importância

Que as crianças dão aos presentes.

O desinteresse com que

Atiram para o lado

O que acabaram de abrir,

Para rasgar o papel

Do presente seguinte.

 

Se queremos um mundo melhor,

Temos que comeςar, ontem,

A mudar de atitude.

Que tipo de adultos,

Vão ser as nossas crianças???

 

Texto - BL

Foto- internet

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Em destaque no SAPO Blogs
pub