Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POETA É O POVO

POESIA

POETA É O POVO

POESIA

07
Nov13

CARTA DE MARIA


Maria Letras sopa-de-letras

Manuel ca recebi

A carta em que me dizias

Que entre nos tudo acabou

E foi com espanto que li

Que no mundo ha mais Marias

E eu p'ra ti ja nada sou

Nao me ofende o teu desdem

Nem me atinge o teu desprezo

Podes pois ficar em paz

Ate juro, nota bem

Pela luz que tanto prezo

Que nunca mais me veras

Pode ser que outra Maria

Satisfaca teus desejos

E cumpra a tua vontade

Estou certa que nesse dia

Lembraras meus castos beijos

Com a mais profunda saudade

Vou dobrar este papel

E aproveito p'ra dizer-te

Pela luz que me alumia

Que para ti Manuel

Embora nao queira ver-te

Sou sempre a mesma Maria

 

 

Eduarda Maria- Manuel Casimiro

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Em destaque no SAPO Blogs
pub