Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POETA É O POVO

POESIA

POETA É O POVO

POESIA

31
Out13

QUANDO ME AMAS


Maria Letras sopa-de-letras

Quando navegas em meu corpo, amor,

Tudo parece conjugar-se harmoniosamente.

As tuas maos ondulantes

Acariciando a areia fina da minha pele,

Levantam ondas de fogo

Que a minha alma vai libertando.

Os teus labios procuram nos meus

Os monossilabos que vao matando

A tua sede de paixao.

Nos teus olhos eu descubro o infinito.

Nesse momento, amor,

Eu quero que o tempo pare.

Quero eternizar esse saciar

Dos nossos desejos.

Quero que encontres no meu mar,

Todas as sereias que,

O teu imaginario produzio.

Quero que encontres nos meus seios,

O conforto dos seios que um dia te alimentaram.

Quero que encontres no meu abraco

Todos os carinhos que se perderam no tempo.

Quero que renascas em mim

E para sempre mergulhes

Ate as profundezas do meu ser. 

 

MDM

31
Out13

QUEM FOI QUE INVENTOU?


Maria Letras sopa-de-letras

 

Quem foi que inventou que estamos aqui para ser felizes?

Que este mundo pode ser um paraiso

Que os ricos respiram felicidade por todos os poros

Que o pao nunca faltara na mesa dos pobres

Que todas as criancas tem um lar e amor

Que podemos dormir de porta aberta

Que o amor entre os casais `e ponto assente

Que os nossos sonhos se realizam

Quem foi que inventou o sonho?

Se souberem, digam-lhe que inventar nao custa

O que custa mesmo... `e viver !

 

BL-24.06.2011

31
Out13

VINICIUS DE MORAES - AUSENCIA


Maria Letras sopa-de-letras

 

Se na poesia feminina, a minha preferida `e Florbela Espanca, na masculina `e esse ser magnifico que se chamou Vinicius de Moraes.

Ele, como ninguem, cantou, escreveu e tocou o amor.

Essa terra magnifica, abencoada por Deus, chamada Brasil, viu-o nascer, e  inspirou-o para que nos deixasse uma heranca sem igual... 

Aqui fica o link com mais informacao.

 

 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Vinicius_de_Moraes

 

 

 

 

 

31
Out13

AUSENCIA


Maria Letras sopa-de-letras

 

 

AUSÊNCIA

Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim.

 

 

 

 

 

Carlos Drummond de Andrade

 

 

 

26.06.2011

 

31
Out13

A DISTANCIA PERCORRIDA


Maria Letras sopa-de-letras

 

 

 

 

Na distancia percorrida

Entre a patria e esta terra

Deixei a alma perdida

 

Os sonhos e o carinho

Arrastados pelo vento

Retrocederam caminho

 

So o cansaco e a tristeza

Chegaram comigo ao destino

Trazendo consigo a certeza

 

Desta imensa saudade

Ja nessa altura instalada

Nos bracos da ansiedade

 

E nesta estrada da vida

`E cada dia mais longa

A distancia percorrida

 

BL-26.05.2011

31
Out13

ESTRELA DO MAR


Maria Letras sopa-de-letras

 

 

Tive uma estrela linda e brilhante , que amei com toda a minha alma.

Chegou com o calor do verao , mais precisamente no mes de Junho.

Vinha carregada de energia a minha estrela , trazia um sorriso aberto ,

e na bagagem as emocoes explodiam.

Virou a minha vida do avesso. Por ela e com ela chorei , gritei , sofri ,

mas tambem ri , saltei , pulei de alegria. Tinha esse condao a minha estrela.

Um dia vi-a partir e o meu ceu escureceu.

Amava o mar a minha estrela...talvez ela fosse uma estrela do mar...

BL-26.05.2011

 

31
Out13

AMOR NÃO É...


Maria Letras sopa-de-letras

 

 

 

 

 

 

 

Amor tem muito que se lhe diga...

 

 

 

Amor nao `e sexo...sexo `e apenas a consumacao, uma consequencia.

Amor nao `e posse...podes possuir um objecto, mas nunca o objecto(pessoa)do teu amor.

Amor nao `e dar-lhe presentes... amor `e dar-se numa entrega total e permanente.

Amor nao `e amarrar... `e deixar livre , para que possa ver a dimensao do teu amor.

Amor nao `e o papel assinado...amor `e o dia a dia de dedicacao,mesmo sem papeis ou aliancas.

Amor nao `e olhar-se nos olhos...`e olhar juntos na mesma direccao.

Amor nao `e  dizer palavras bonitas...`e senti-las.

 

Amor `e musica suave na profundidade das emocoes.

 

 

 

 

 

 

autor-MDM  31/03/2011

31
Out13

AI MEU PORTUGAL...


Maria Letras sopa-de-letras

 

 

Que tristeza sinto ao prever um futuro tao negro para o meu pais.

 

Eu, que nunca de la quis sair; que teimosamente, e apesar de ser filha de emigrantes, sempre resisti a emigracao, porque amo o meu pais...

 

Eu, que aos 50 anos me vi entre a espada e a parede, sem emprego nem alternativas, a nao ser tentar encontrar  noutro pais, aquilo que o meu me negava...

 

Eu , que ha seis anos vivo `a espera de um milagre que me permita voltar...

 

Eu, que hoje , tristemente , reconheco, que voltar  a Portugal ,nao passa de uma ilusao...

 

Portugal da minha alma, completamente `a deriva, tal como,muitas vezes, as caravelas dos teus navegadores...mas esses, pelo menos, tinham um rumo tracado e foram atingindo os seus objectivos.

 

Ai Portugal....que sabor amargo....

 

 

BL-31.03.2011

 

31
Out13

OLHO A CHUVA CAINDO LÁ FORA


Maria Letras sopa-de-letras

 

 

 

Se a chuva que cai no chao

Cai sem ninguem a mandar

Tambem o meu coracao

`E livre para te amar

 

Ao ver a chuva cair

Nao consigo controlar

A vontade de fugir

E correr p'ra te abracar

 

Julgo que enlouqueci

Por querer-te deste jeito

Por este amor que senti

Explodindo no meu peito

 

Qual crianca malcriada

Nao faz nada do que digo

E deixa-me mais passada

Do que uma passa de figo

 

Foi chegando de mansinho

P'ra nao chamar a atencao

Aconchegou-se no cantinho

Mais fundo do coracao

 

Quando la o encontrei

Xutei-o p'la porta fora

Porem eu nada ganhei

Voltou,nao mais foi embora

 

Descarado e sem vergonha

Queima no meu coracao

Por mais remedio que ponha

Nada lhe abranda a paixao

 

Ja que o nao posso vencer

Resolvi trata-lo bem

Nao sei como `e que vai ser

Sao misterios que a vida tem

 

 

Autor-MDM          10/02/11

31
Out13

AMOR E ODIO SAO IRMAOS


Maria Letras sopa-de-letras

 

 

 

Amor e paixao sao coisas estranhas

E peganhentas que nos invadem os sentidos

Que se colam `a nossa alma

E a gente sacode e sacode

Mas nao consegue libertar-se

Tornamo-nos seres doentes

Insatisfeitos e imprevisiveis

Tao depressa estamos radiantes

Explodindo felicidade

Como se de fogo de artificio se tratasse

Como logo a seguir

Entramos na mais profunda das depressoes

Tornamo-nos imprudentes

Fazemos disparate atras de disparate

Esquecemos tudo o que a vida nos ensinou

Por vezes chegamos ate a odiar

Quem tanto amamos

 

Mas...

ainda assim...

abencoados os que tem a capacidade de se apaixonar.

 

 

 

MDM  12/02/2011

31
Out13

INSÓNIA


Maria Letras sopa-de-letras

 

Ó

 

Ai...minha alma cansada

Dos desgostos da vida

Ai...a poeira da estrada

Que me invade os sentidos

E me deixa perdida

 

Ai...meus olhos teimosos

Dizendo o que sinto

Ai...dias dolorosos

Em que finjo viver

E me engano e me minto

 

Ai...a noite que doi

E a manha que nao vem

Ai...o amor que nao foi

E as magoas que ficam

Despertas tambem

 

Ai...os bracos que invento

Que me envolvem a alma

Ai...este meu tormento

Que me vai matando

E nunca se acalma

 

 

autor-MDM   13/02/2011

31
Out13

É ASSIM A MINHA TERRA NO VERÃO


Maria Letras sopa-de-letras

 

 

 

O amanhecer transpirado

Do calor sufocante do dia

O jeito passivo do montado

Enquanto o tempo se desfia

 

A planicie dourada

Na sua brutal imensidao

Quando a tarde ja cansada

Se aconchega na escuridao

 

 

BL-04.09.2010

31
Out13

MELANCOLIA


Maria Letras sopa-de-letras

MELANCOLIA

 

 

 

 

 

Tudo me parece cinzento e triste,

talvez me tenha deixado absorver

por este clima que me envolve.

Para alguem que, como eu,

nasceu e cresceu nas

planicies quentes do Alentejo,

`e muito facil deixar-se deprimir,

vivendo nesta terra que o proprio sol esqueceu.

E posto isto nada mais me ocorre

 

BL-15.02.2011

31
Out13

MORRER DE AMOR


Maria Letras sopa-de-letras

 

 

 

 

 

Nao me deixes por favor

Eu morreria sem ti

Vem-me dar o teu amor

Vem trazer-me o que perdi

 

Esta minha vida

Ja nao tem sentido

A alma esta ferida

Por te ter perdido

 

autor-MDM   16/02/2011

31
Out13

DEIXA-ME FALAR


Maria Letras sopa-de-letras

 

 

Da-me um sinal

Permite que,duma vez

Te fale de todo o mal

E bem que o amor me fez

 

Abre-me o caminho

Deixa-me falar

Mostrar todo o carinho

Que te quero dar

 

autor-MDM  16/02/2011

31
Out13

SEDE DE TI


Maria Letras sopa-de-letras

 

 

 

 

 

Quando a minha espera

Ja desespera

 Mas finalmente te ve chegar

Tudo em mim se agita

Tudo em mim renasce

Qual flor ,de sede

Ja quase morta,

Ao toque vital

De umas quantas

Gotas de agua

 

autor-MDM  19/02/2011

31
Out13

AUSENCIA


Maria Letras sopa-de-letras

 

 

 

A vida segue ligeira

Sem grande conviccao

Faco o que tem que ser feito

Cumpro a minha obrigacao

 

A mente nao sei onde anda

Nem tao pouco o coracao

Certamente andam perdidos

Perseguindo uma ilusao

 

Ja nao sei onde pertenco

Ja nao sei por onde vou

Sei apenas da saudade

Que o teu amor me deixou

 

No trabalho afogo a magoa

A dor que o meu peito sente

Mas a noite sempre tras

Tua voz de amor ausente

 

autor-MDM  20/02/2011

31
Out13

SENTIMENTO PERSISTENTE


Maria Letras sopa-de-letras

 

 

 

 

Sinto que esta loucura

`E a minha perdicao

Esta constante procura

Do que tens no coracao

 

Esta alma tao sedenta

De tudo que de ti vem

Coitada nao aguenta

Quando tu a tratas bem

 

Tentei eu juro que tentei

Matar este sentimento

Ate de ti me afastei

Provocando o sofrimento

 

Mas sofrer nao resultou

Nao me trouxe o esquecimento

Ao contrario agravou

Esse louco sentimento

 

Nao sei onde vou parar

Mas eu ja nem quero saber

Quero apenas teu olhar

Para nele me perder

 

E quando a minha saudade

Se enrosca no teu amor

Entao `e a alma que arde

E o corpo que abre em flor

 

autor-MDM  22/02/2011

31
Out13

CORAÇÃO MELGA


Maria Letras sopa-de-letras

 

 

 

Estou farta de ti coracao

Que me atormentas

E nao me deixas sozinha

 

Estou farta de ti coracao

Que so te lamentas

`Es mesmo um pestinha

 

Estou farta de ti coracao

Batendo sem parar

Que me deixa cansada

 

Estou farta de ti coracao

Hoje vais levar

Uma grande banhada

 

Estou farta de ti coracao

Deixa-me em paz

Que ja te nao quero

 

Estou farta de ti coracao

Es tu quem me traz

Tanto desespero

 

autor-MDM  23/02/2011

31
Out13

MULHER


Maria Letras sopa-de-letras

Para ti, a gratidão pelo lindo sonho,

E todas as palavras para o descrever,

Cada imagem de luz e futuro risonho,

Em cada dia dos que conseguir viver.

És quiçá, o mais lindo sinónimo de natal,

Quando trazes o fruto no teu ventre de Mulher

E na felicidade do sabor deveras especial;

Ver um filho despontar para o que der e vier

És então amor, sentimento bem profundo

Que nos causa tanto prazer como desnorte.

Foi por amor que me puseste neste mundo

E por ele, me fazes sentir com e sem sorte.

Mas sempre que vieste a esta minha vida,

Foste um rio que se abriu onde era deserto,

Uma esperança constantemente renascida

E um sentir inundado do maior afecto.

Entre todos os risos e choros que partilhei

E mesmo quando nas brumas nos perdemos,

Das mesmas, contigo e enlaçado regressei,

Prosseguindo no caminho que escolhemos.

Para ti, deixo-te esta enorme gratidão

De quem soube recolher a sábia lição:

Para quem uma útil e saborosa vida quiser,

Basta saber respeitar e amar uma Mulher.

Obrigado

 

08032007

zeka

 

Este `e o meu amigo Jose Maria. Nao tem registo na wikipedia, mas `e o mais poeta dos meus amigos.

Conhecemo-nos ha quase quatro decadas. A ele devo grande parte do que hoje sou. Foi ele que reavivou o meu gosto pela leitura, emprestando-me livros da sua vasta biblioteca, sendo que, o primeiro que me colocou nas maos, para ler, foi " A MAE " de Maximo Gorki.

Em mim incentivou, tambem, o gosto pela escrita, comecando por me oferecer, no inicio da nossa amizade, o chamado " LIVRO EM BRANCO ", para que nele registasse o que bem me aprovesse.

Carinhoso, ternurento, amigo do seu amigo, eternamente inconformado com as desigualdades deste mundo. No tempo da outra senhora, mais tempo andava ele fugindo `a policia, do que desfrutando de uma vida "normal".

O autor deste poema e de muitos outros, é pois ele, o meu amigo, o homem, o poeta.

 

PS: este poema foi-me enviado no dia da mulher em 2007. Todos os anos no dia da mulher, o Zeka oferece um novo poema `as mulheres de quem gosta.

 

 

31
Out13

PORQUE A VIDA SÓ SE DÁ PARA QUEM SE DEU


Maria Letras sopa-de-letras

Quem já passou por esta vida e não viveu

Pode ser mais,mas sabe menos do que eu

Porque esta vida só se dá p`ra quem se deu

P`ra quem amou,p`ra quem chorou,p`ra quem sofreu

 

 

                              Continua.......e quem o sentiu foi o VINICIUS DE MORAES

 

 

 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Vinicius_de_Moraes

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Em destaque no SAPO Blogs
pub