Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

POETA É O POVO

POESIA

POETA É O POVO

POESIA

11
Nov19

PORQUE SOMOS ?


sopa-de-letras

O QUE SOMOS? PORQUE SOMOS?
QUE COISA É ESTA A QUE CHAMAMOS VIDA?
PORQUÊ A ALEGRIA DAS CHEGADAS?
PORQUÊ A TRISTEZA DAS PARTIDAS?
PORQUÊ A DOR QUE TANTO DOI
SEM QUE A POSSAMOS PARAR?
DONDE VIMOS?
PARA ONDE VAMOS?
O QUE NOS MOVE A SALTAR MONTES E VALES
SE O HORIZONTE É UMA MIRAGEM?
PORQUÊ?
PORQUÊ?
PORQUÊ?
COMO PODEM UNS OLHOS LINDOS, INSPIRADORES
DESAPARECEREM SIMPLESMENTE?
COMO PODE UMA VOZ MARAVILHOSA
APAGAR-SE PARA SEMPRE?
COMO PODEM DESFAZER-SE UNS BRAÇOS
QUE NOS ACONCHEGAM
NUM ABRAÇO QUE NOS AQUECE A ALMA?
COMO PODE UM SORRISO APAGAR-SE
E NUNCA, NUNCA MAIS
SURGIR NA FRENTE DOS NOSSOS OLHOS?
PARA ONDE VAMOS?
PARA ONDE FORAM OS QUE JA PARTIRAM?
ONDE ESTA A AMALIA?
ONDE ESTA O ARY?
OS NOSSOS FADISTAS?
OS NOSSOS POETAS?
PARA ONDE FORAM TODOS?
O MEU PAI
ONDE ESTÁ?
ELE QUE TINHA UMA ALEGRIA ENORME
QUANDO SE REUNIA TODA A FAMILIA?
E A MINHA MÃE
ONDE ESTÁ?
ELA QUE ME PENTEAVA E ORGULHOSA
DIZIA...QUE LINDO FICA O TEU RABO DE CAVALO

É COMO AS ESPIGAS
COM AS PONTAS DOIRADAS QUEIMADAS DO SOL...
E A MINHA FILHA?
ONDE ESTA A MINHA MENINA
QUE OS MEUS OLHOS NUNCA MAIS VIRAM
QUE OS MEUS BRAÇOS NÃO MAIS ABRAÇARAM
ONDE ESTÁ?
ONDE ESTÃO AQUELES OLHOS IMENSOS
AQUELE SORRISO LUMINOSO
PARA ONDE FORAM?
E TU MEU AMIGO
ONDE ESTÁS AGORA?
ERA SUPOSTO CUIDARES DE MIM
PORQUE EU IA SER VELHOTA
DE REPENTE... PUF !
SIMPLEMENTE FECHASTE OS OLHOS E FOSTE.
PARA ONDE MEU AMIGO, PARA ONDE FOSTE TU?
E TU MANO
ONDE ANDAS TU?
AGORA JÁ NÃO TENHO COM QUEM BRINCAR ÁS RADIOS
ANDO PARA AQUI
SEM SABER PORQUÊ
TENTANDO ENCONTRAR-ME
SEM CONSEGUIR VISLUMBRAR VESTIGIOS DE MIM.
APANHO OS CACOS
TENTO COLÁ-LOS
ESCORREGAM CADA UM PARA SEU LADO.
E EU FICO APÁTICA
OLHOS NO INFINITO
ESPERANDO QUE A BRISA ME TRAGA
ALGUM SINAL DA VIDA QUE JÁ PARTIU.

10
Nov19

ABRAÇO


sopa-de-letras

Momento de poesia...

 

ABRAÇO

 

Gostava de estar aqui

Mas, por agora, não posso

Bons momentos já vivi

Neste cantinho só nosso

 

Na poesia ou no fado

Todos teem seu encanto

A todos muito obrigado

Por me darem tanto tanto

 

No coração trago sempre

Os momentos que aqui passo

E já que agora estou ausente

Venha de lá esse abraço !!!

 

Vossa amiga Maria 😄😄😄😄

 
 
 
 
11
Out19

PUDESSE EU CANTAR ASSIM


sopa-de-letras

 

Deixem lá cantar quem canta
Se p' ra tal tem garganta
E traz o peito amargurado
Quem canta assim concerteza
Sabe bem o que é tristeza
Sabe bem o que é o fado

Pudesse eu cantar assim
Dando á dor que trago em mim
Asas p' ra poder voar
Talvez o meu peito então
Se livrasse da paixão
Que agora me anda a matar

O fado é um bom amigo
Muitas vezes um abrigo
Para quem não tem guarida
Fado é vida, é sentimento
É doce e santo unguento
Alívio da alma ferida

Trago o fado no meu peito
Cravado de tal jeito
Que em desvario optimista
Chego a pensar que isto é sina
Que trago de pequenina
E sonho que sou fadista

Maria Letras, UK 11.10.2019

pngtree-hand-painted-blue-rose-flower-painted-rose

 

10
Out19

SE EU PARTIR ANTES DE TI


sopa-de-letras

OK... aqui tens a resposta ao teu poema e com o mesmo titulo...

Mas se eu partir antes de ti
Tu podes ter a certeza
Que a felicidade vivi
Junto da tua beleza

A beleza da alma também
Tem muito de resplendor
E a felicidade que vem
É a prova do amor

Oh tábua de salvação
Oh prova que existe Deus
Tu és a minha paixão
Que vai da terra até aos Céus

E quando um dia eu partir
Vai à borda de água rezar
Decerto que irás sentir
Que no Céu me vais encontrar

Jorge Miguel
10Oct2019
Para Maria...meu grande amor... ❤ ❤

DSCF8615 copy.jpg

 

 

10
Out19

SE EU PARTIR ANTES DE TI


sopa-de-letras

 

Se eu partir antes de ti
Não chores a minha morte
Que a vida que aqui vivi
Foi a que me deu a sorte

Partirei com a certeza
Do puro amor que vivemos
Meu amor deixa a tristeza
Mais tarde nos juntaremos

Esta benção lá dos céus
Que é nosso singelo amor
Foi enviado por Deus
Em horas de muita dor

Se eu, antes de ti, partir
Vai por mim olhar o mar
Sons de amor hás-de ouvir
Brotar do seu murmurar

Maria Letras, UK 10.10.2019

DSCF8617 - Copy.jpg

 

12
Jul19

UM MUNDO NOVO


sopa-de-letras

images.jpeg

 

Quem não sabe aproveitar

Sempre no momento certo

Aquilo que a vida oferece

Muito tarde há-de piar

Nem de longe nem de perto

A vida se compadece

 

Toda a vida ouvi dizer

Que não é bom ser lambão

Querer viver açambarcando

Nunca devemos esquecer

Mais vale um pássaro na mão

Que dois pássaros voando

 

Quem tudo quer tudo perde

Há que saber escolher

P ra se tomar decisões

Quem não tem nada que herde

Tem que aprender a viver

Neste mundo de aldrabões

 

Querer é poder diz o povo

E eu nem sei se tem razão

Com este seu pensamento

Quero então um mundo novo

Onde nunca falte o pão

E os governos tenham tento.

 

Maria Letras, UK

12.07.2019

17
Jun19

A MEU IRMÃO


sopa-de-letras

1174916_10151881207577022_1943771440_n.jpg

 

Tambem tu me abandonaste
Meu amigo, meu poeta, meu irmão
Que, enorme, vazio tu me deixaste
Neste meu, já cansado, coração
Talvez ninguem me entenda
Nem perceba a dor que sinto
Enquanto eu viver serás a lenda
No vão das palavras com que brinco
Tu foste o meu primeiro bébé
A graça que mudou a minha vida
A certeza do que foi e já não é
A sede de viver tão desmedida
Tua fome de saber insaciável
Muitos passos á frente da idade
Vivendo uma vida não viável
Aos olhos da caduca sociedade

Maria Letras, UK 18.05.2019

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D