POETA É O POVO
POESIA
10
Jul 16


00007fda

 


Princesa do Alentejo
Como alguém ja te chamou
Tens um templo a Diana
Que o passado te deixou
 
Cidade mística e bela
De arcos abertos `a praça
Pisada por tantos povos
Que vincaram tua raça
 
Não te vergas ao calor
Que te abrasa cada verão
Nem ao frio da invernia
Que te gela o coração
 
Ai daqueles que se julgam
Teus donos e teus senhores
Pois tu também não te vergas
A manhosos ditadores
 
És humilde e acolhedora
Mas firme na posição
Os anos passam por ti
Tu por eles, é que não !!!

 

publicado por sopa-de-letras às 07:28
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
26
27
28
29
30
31
posts recentes

ÉVORA MINHA

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
comentários recentes
Estamos sempre a tempo de ser felizes.
Ta...ta...ok...ta.... I love you...
Jorge Miguel....falamos la dentro ....ta????kkkkkk...
Isabel querida, obrigada pelas tuas palavras. Esto...
Pessoalmente fiquei abismado... nao porque duvide ...
Querida mana do coraçao ,já chega de sofrimento,tu...
Obrigada por visitar e comentar.Sinta-se em casa.
Évora é a nossa Mátria!http://aquem-tejo.blogs.sap...
Muito obrigada pelo seu comentario , meu amigo. Eu...
Olha que surpresa agradável me faz a amiga M.V.Let...
blogs SAPO