POETA É O POVO
POESIA
30
Out 16

 

girllookingoutwindow.jpg

 

Ai, quem me dera!

Que o sonho chegasse ao céu,

Abrisse uma Primavera,

Construísse uma quimera,

Unindo o teu peito ao meu.

Ai, quem me dera!

Que a Lua p’ra nós sorrisse,

E nos falasse sincera,

Que não defraudasse a espera,

E o nosso amor se cumprisse.

Ai, quem me dera!

Que ainda fosses menina,

Como então eu também era,

E ficasses à janela,

A veres-me espreitar à esquina.

Ai, quem me dera!

Voltar a ter a emoção,

Da vontade que tivera,

Na rua aonde nascera,

Deixar-te o meu coração.

 

Joaquim Isqueiro

 

publicado por sopa-de-letras às 17:24
Outubro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
27
28
29
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
6 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
comentários recentes
Estamos sempre a tempo de ser felizes.
Ta...ta...ok...ta.... I love you...
Jorge Miguel....falamos la dentro ....ta????kkkkkk...
Isabel querida, obrigada pelas tuas palavras. Esto...
Pessoalmente fiquei abismado... nao porque duvide ...
Querida mana do coraçao ,já chega de sofrimento,tu...
Obrigada por visitar e comentar.Sinta-se em casa.
Évora é a nossa Mátria!http://aquem-tejo.blogs.sap...
Muito obrigada pelo seu comentario , meu amigo. Eu...
Olha que surpresa agradável me faz a amiga M.V.Let...
blogs SAPO