POETA É O POVO
POESIA
06
Jan 16

 

Quem chama ao fado vadio
`E bom que fique calado
Pois nao sabe o desvario
Que ha na alma do fado


Dizem que `e um cigano
Vive armando zaragata
Que leva todas ao engano
Nao passa dum vira-lata


De tudo acusam o fado
Que `e um bebado, um calao
Tao pobre, tao malfadado
Que nem tem um coracao


Traicoeiro e vigarista
Faz-se passar por cancao
Mas `e so fogo de vista
Pois cantar nao sabe nao


E quando ele ja cansado
De ser acusado assim
Se apruma e sai desvairado
Num lamento sem ter fim


Coloca na voz a paixao
Chora, seu pranto sentido
Vai certeiro ao coracao
Crava em nos o seu gemido


Entao `e que o povo esquece
O quanto ao fado magoou
Erguendo aos ceus uma prece
Renega o mal que falou


`E assim que paga o fado
O mal que alguem lhe fez
Em todo o mundo `e cantado
O jeito de ser portugues

 

MP- 12.11.2015
Ciclo do fado

publicado por sopa-de-letras às 22:26
Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
6 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
comentários recentes
Estamos sempre a tempo de ser felizes.
Ta...ta...ok...ta.... I love you...
Jorge Miguel....falamos la dentro ....ta????kkkkkk...
Isabel querida, obrigada pelas tuas palavras. Esto...
Pessoalmente fiquei abismado... nao porque duvide ...
Querida mana do coraçao ,já chega de sofrimento,tu...
Obrigada por visitar e comentar.Sinta-se em casa.
Évora é a nossa Mátria!http://aquem-tejo.blogs.sap...
Muito obrigada pelo seu comentario , meu amigo. Eu...
Olha que surpresa agradável me faz a amiga M.V.Let...
blogs SAPO