POETA É O POVO
POESIA
10
Mar 16

A seara do Senhor.png

 

 

 

“ Este poema,

que aqui tenho,

e te leio,

mas desdenho,

ainda agora o escrevi,

com empenho,

para ti.

 

Repara como é raro,

quase simplório,

mas belo,

e premonitório…!

 

Foi fácil de fazer.

Nada diz, é notório;

podes crer.

 

Não é muito longo,

mas tem calor...!

 

 

Eu sei,

não fala de amor,

mas tu entendes:

Tem o tal sabor,

como sempre pedes.

 

 

Espero que gostes

e que o entendas.

Bem vês;

Dou-te estas prendas,

que a custo faço,

Mas, quando encomendas,

O meu abraço…???

 

2 de Fevereiro de 2016

joaquim pires isqueiro

publicado por sopa-de-letras às 08:12
Março 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
6 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
comentários recentes
Estamos sempre a tempo de ser felizes.
Ta...ta...ok...ta.... I love you...
Jorge Miguel....falamos la dentro ....ta????kkkkkk...
Isabel querida, obrigada pelas tuas palavras. Esto...
Pessoalmente fiquei abismado... nao porque duvide ...
Querida mana do coraçao ,já chega de sofrimento,tu...
Obrigada por visitar e comentar.Sinta-se em casa.
Évora é a nossa Mátria!http://aquem-tejo.blogs.sap...
Muito obrigada pelo seu comentario , meu amigo. Eu...
Olha que surpresa agradável me faz a amiga M.V.Let...
blogs SAPO