POETA É O POVO
POESIA
21
Jun 17

7254635.jpg

 

Tive perdas dolorosas

Gente linda que eu amei

Que trago no coracao

Tal e qual como as rosas

Seguiram da vida a lei

Tendo a mesma condicao

 

Perfumaram minha vida

Levaram parte de mim

E partiram tristemente

Fiquei por ai perdida

Numa tristeza sem fim

Tao so entre tanta gente

 

Sei que todos caminhamos

Na estrada que bem ou mal

Nos ha-de levar `a morte

Mas doi quando  lembramos

De quem partiu e afinal

Teve tao infeliz sorte

 

21.06.02017

poema de Maria V Letras

publicado por sopa-de-letras às 15:56
Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
25
26
27
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
6 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
comentários recentes
Estamos sempre a tempo de ser felizes.
Ta...ta...ok...ta.... I love you...
Jorge Miguel....falamos la dentro ....ta????kkkkkk...
Isabel querida, obrigada pelas tuas palavras. Esto...
Pessoalmente fiquei abismado... nao porque duvide ...
Querida mana do coraçao ,já chega de sofrimento,tu...
Obrigada por visitar e comentar.Sinta-se em casa.
Évora é a nossa Mátria!http://aquem-tejo.blogs.sap...
Muito obrigada pelo seu comentario , meu amigo. Eu...
Olha que surpresa agradável me faz a amiga M.V.Let...
blogs SAPO