POETA É O POVO
POESIA
25
Mai 16

trono.jpg

 

Ninguém pense que comanda
Ou que pode decidir
As coisas do coração
Ele é como uma ciranda
Que a palha deixa cair
Quando a separa do grão

 

O amor é muito mais
Do que dizem por aí
Essas bocas mal dizentes
Quando atraca no teu cais
Todo ele se agarra a ti
Quer la saber do que sentes

 

Bem podes tentar fugir
A ele pouco lhe importa
Põe-se a rir do teu penar
No entanto se sentir
Que lhe franqueias a porta
Pode até nem querer entrar

 

Amor é rei e senhor
Põe e dispõe do teu ser
Como se fosse o teu dono
Faz-se alheio `a tua dor
E por maldade ou por prazer
Do teu peito faz um trono

 

BL 25.05.2016

publicado por sopa-de-letras às 06:23
Maio 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
17
18
21
22
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
6 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
comentários recentes
Estamos sempre a tempo de ser felizes.
Ta...ta...ok...ta.... I love you...
Jorge Miguel....falamos la dentro ....ta????kkkkkk...
Isabel querida, obrigada pelas tuas palavras. Esto...
Pessoalmente fiquei abismado... nao porque duvide ...
Querida mana do coraçao ,já chega de sofrimento,tu...
Obrigada por visitar e comentar.Sinta-se em casa.
Évora é a nossa Mátria!http://aquem-tejo.blogs.sap...
Muito obrigada pelo seu comentario , meu amigo. Eu...
Olha que surpresa agradável me faz a amiga M.V.Let...
blogs SAPO