POETA É O POVO
POESIA
17
Jan 14

 

 

A lua alumia

Maria la vai

Para mais um dia

Sem soltar um ai

 

Da noite mal dormida

As marcas no rosto

Encarando a vida

Com garra e com gosto

 

Seu carro velhinho

Vamos ver se pega

`E longo o caminho

Quando ele se nega

 

O trabalho espera

E o tempo ja pesa

Ja, o que ela era,

Nao `e concerteza

 

Nessa terra estranha

Onde ela labora

Tristeza tamanha

Que a Maria chora

 

Outro dia vem

E a Maria ri

Que a vida tambem

`As vezes sorri

 

No seu peito a chama

Na alma a paixao

E o homem que ama

No seu coracao

 

Maria sem medo

Levanta-se e cai

Guarda seu segredo

"Com outras" nao vai

 

Segue seu caminho

Sabe o que quer

Diz sempre baixinho

Que bom ser mulher

 

Um dia a Maria

Podem ter certeza

Rira de alegria

P'ra vossa surpresa

 

Esta `e a estoria

De tanta Maria

Sonhando a vitoria

Que vira um dia

publicado por sopa-de-letras às 10:04
tags: ,
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
25
26
28
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
6 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
comentários recentes
Estamos sempre a tempo de ser felizes.
Ta...ta...ok...ta.... I love you...
Jorge Miguel....falamos la dentro ....ta????kkkkkk...
Isabel querida, obrigada pelas tuas palavras. Esto...
Pessoalmente fiquei abismado... nao porque duvide ...
Querida mana do coraçao ,já chega de sofrimento,tu...
Obrigada por visitar e comentar.Sinta-se em casa.
Évora é a nossa Mátria!http://aquem-tejo.blogs.sap...
Muito obrigada pelo seu comentario , meu amigo. Eu...
Olha que surpresa agradável me faz a amiga M.V.Let...
blogs SAPO