POETA É O POVO
POESIA
12
Mai 16

MA.jpg

 

Atravessei o deserto !

E, apenas p'ra me salvar

Andando com passo incerto

Afoitei-me, entrei no mar

 

Esse mar, imensidão

Sem ter principio nem fim

Envolveu meu coração

Tambem ele entrou em mim

 

Ao perceber-me perdida

Por entre as vagas gigantes

Fugi p'ra salvar a vida

Nadei p'ra portos distantes

 

Hoje estou convalescente

Talvez possa até ter cura

E creio, sinceramente,

Terminou minha amargura

 

Sobre a água tenho um pé

O outro está na areia

Na vida tenho mais fé

Já não me parece feia.

 

BL 12.05.2016

 

publicado por sopa-de-letras às 10:59
tags: ,
Maio 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
17
18
21
22
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
6 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
comentários recentes
Estamos sempre a tempo de ser felizes.
Ta...ta...ok...ta.... I love you...
Jorge Miguel....falamos la dentro ....ta????kkkkkk...
Isabel querida, obrigada pelas tuas palavras. Esto...
Pessoalmente fiquei abismado... nao porque duvide ...
Querida mana do coraçao ,já chega de sofrimento,tu...
Obrigada por visitar e comentar.Sinta-se em casa.
Évora é a nossa Mátria!http://aquem-tejo.blogs.sap...
Muito obrigada pelo seu comentario , meu amigo. Eu...
Olha que surpresa agradável me faz a amiga M.V.Let...
blogs SAPO