POETA É O POVO
POESIA
24
Ago 15

 

20150518_163653.jpg

 

E QUANDO SE ACABAR O TEMPO?

E TU JA NAO ESTIVERES AQUI
QUE FACO EU DO SENTIMENTO
QUE HOJE ME PRENDE A TI

 

QUE SENTIREI AO PERCEBER
QUE JA NAO POSSO BRINCAR
QUE NAO TE POSSO DIZER
QUE VIVI PARA TE AMAR

 

QUANDO A CADA MANHA
NAO PUDER DIZER BOM DIA
E A ESPERANCA MESMO VA
NAO SORRIR COMO SORRIA

 

E SE EU PARTIR NA FRENTE
POR CERTO LEVO COMIGO
A DOR DO AMOR AUSENTE
QUE INVENTO EM TI, MEU AMIGO

MP- 24/08/2015

publicado por sopa-de-letras às 07:12
Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
6 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
comentários recentes
Estamos sempre a tempo de ser felizes.
Ta...ta...ok...ta.... I love you...
Jorge Miguel....falamos la dentro ....ta????kkkkkk...
Isabel querida, obrigada pelas tuas palavras. Esto...
Pessoalmente fiquei abismado... nao porque duvide ...
Querida mana do coraçao ,já chega de sofrimento,tu...
Obrigada por visitar e comentar.Sinta-se em casa.
Évora é a nossa Mátria!http://aquem-tejo.blogs.sap...
Muito obrigada pelo seu comentario , meu amigo. Eu...
Olha que surpresa agradável me faz a amiga M.V.Let...
blogs SAPO