POETA É O POVO
POESIA
27
Jan 14

Quarta-feira, 4 de Janeiro de 2012
AMOR SIMPLES

 

 

 

 

 

Nada tem de complicado

O amor que por ti sinto

`E como o nome assinado

Numa tela quando pinto

 

`E p'ra mim tao natural

Como o ar ao respirar

So quando me sinto mal

Percebo que esta a faltar

 

Nao sei de onde apareceu

Nem porque em mim se fixou

Sei apenas que `e tao meu

Que o confundo com o que sou.

publicado por sopa-de-letras às 21:32
tags:
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
25
26
28
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
6 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
comentários recentes
Estamos sempre a tempo de ser felizes.
Ta...ta...ok...ta.... I love you...
Jorge Miguel....falamos la dentro ....ta????kkkkkk...
Isabel querida, obrigada pelas tuas palavras. Esto...
Pessoalmente fiquei abismado... nao porque duvide ...
Querida mana do coraçao ,já chega de sofrimento,tu...
Obrigada por visitar e comentar.Sinta-se em casa.
Évora é a nossa Mátria!http://aquem-tejo.blogs.sap...
Muito obrigada pelo seu comentario , meu amigo. Eu...
Olha que surpresa agradável me faz a amiga M.V.Let...
blogs SAPO